Os 10 Mais – Motivos para ter um Gato

Boa Tarde Pessoal,

O nosso “Os 10 Mais” deste sábado vai tratar sobre um Pet que pode ser uma ótima companhia, os Gatos. Na lista que você confere abaixo, estão alguns motivos para você adotar este felino. Confira:

Gato

Gato

  • Eles são companheiros: Sempre que possível os gatos estão no colo de seus donos, fazem carícias e adoram dormir na cama com eles;
  • Gatos são independentes: Por ter uma personalidade um tanto individualista, os gatos não têm problemas em ficar em casa sozinhos e não são tão carentes quanto os cachorros. Sabem se vivar sozinhos tranquilamente, basta ter água e comida disponível;
  • Se divertem com pouco: Basta ter um novelo de lã ou uma bolinha – que pode ser de papel – que eles se divertem por horas;
  • Os gatos são extremamente higiênicos: Com a própria língua, diariamente, eles fazem sua higiene;
  • Fazem as necessidades em local determinado: Basta ter um local para fazer suas necessidades (caixa de areia) que eles respeitam;
  • Se adaptam facilmente: Convivem bem em casas e apartamentos, sem a necessidade de muito espaço para se divertirem;
  • Os gatos são inteligentes: Eles sabem se o dono está feliz ou triste e ficam por perto só para ajudar. O ronronar dos felinos transmite uma sensação de paz;
  • Só destoem os móveis se o dono permitir: Gatos têm a necessidade de afiar as unhas. Por isso, com um arranhador para gatos ou, até mesmo um pedaço de madeira, todos os problemas de destruição de sofás e demais móveis está solucionado;
  • Gatos são discretos: Silenciosos, os gatos só miam quando querem transmitir algo para o dono;
  • Possuem um olhar sedutor: Chegar em casa e ser recebido pelo felino com um olhar que transmite tranquilidade e aconchego não tem preço.

Até o próximo “Os 10 Mais”!

Fonte: http://www.blupet.com.br/noticia/10-motivos-para-ter-um-gato

Os 10 Mais – Animais Perigosos

Boa Noite Pessoal,

Hoje o nosso “Os 10 Mais” traz os Animais mais Perigosos do Mundo Animal. Confira:

10º Lugar – Hipopótamo: O hipopótamo é encontrado normalmente na África e é considerado o animal que mais mata humanos no continente. Um macho tende a atacar para defender o seu território, enquanto que a fêmea torna-se agressiva para proteger os seus filhotes;

Hipopótamo

Hipopótamo

9º Lugar – Água-Viva Vespa-do-Mar: A água-viva vespa-do-mar é considerada o animal marinho mais venenoso. Seu veneno é capaz de matar um ser humano, causando-lhe uma dor quase insuportável podendo, inclusive,  parar o coração da vítima ou deixá-la imóvel. Apesar disso, a grande maioria dos feridos conseguem sobreviver ao seu ataque;

Água-Viva Vespa-do-Mar

Água-Viva Vespa-do-Mar

8º Lugar – Tubarão-Branco: O grande tubarão-branco está no topo da cadeia alimentar marinha. Ele come um grande variedade de espécies. Dos mais de 100 ataques por ano de tubarões contra seres humanos, praticamente metade são feitos pelo tubarão-branco e a maioria não é fatal;

Tubarão-Branco

Tubarão-Branco

7º Lugar – Urso-Cinzento: O urso-cinzento é uma variação de cor do urso-pardo que vive na América do Norte. Eles podem ter de 400 à 800 quilos, sendo que o macho é quase duas vezes mais pesado que a fêmea. A razão mais comum para o seu ataque é quando ele percebe que o seu filhote está ameaçado;

Urso-Cinzento

Urso-Cinzento

6º Lugar – Búfalo: O búfalo vive na África e é considerado um dos animais mais perigosos do continente. É extremamente agressivo e imprevisível. Estes animais são muito rápidos e usam os chifres para defender o rebanho de leões, crocodilos e caçadores. Eles matam mais de 200 seres humanos todos os ano;

Búfalo

Búfalo

5º Lugar – Elefante: O elefante é o maior mamífero terrestre. Ele vive na África e em algumas partes da Ásia. Têm sido, por vezes, conhecido por apresentar um comportamento imprevisível. Suas pernas podem esmagar qualquer coisa e num momento de raiva  são letais. Cerca de 500 pessoas morrem por ano vítimas de seus ataques;

Elefante

Elefante

4º Lugar – Crocodilo: O crocodilo de água salgada é o maior réptil do mundo e junto com o crocodilo do Nilo são os mais perigosos da espécie. Os crocodilos vivem nas regiões tropicais da África, Américas e Austrália. Eles chegam a matar mais de 800 pessoas a cada ano;

Crocodilo

Crocodilo

3º Lugar – Leão-Africano: O leão-africano tem uma velocidade incrível, garras afiadas e grandes dentes, características que fazem dele um grande predador. São as fêmeas que costumam caçar, enquanto que os macho raramente cumprem esta função. Suas presas favoritas são as zebras, os gnus e os búfalos. Eles matam centenas de seres humanos por ano;

Leão-Africano

Leão-Africano

2º Lugar – Cobra: Muitas espécies de cobras são perigosas para os seres humanos. Mais de 450 espécies são venenosas, sendo que cerca de 250 são capazes de matar uma pessoa. As mais venenosas encontram-se na África,  na Ásia e na América do Norte;

Cobra

Cobra

1º Lugar – Mosquito: Este pequeno inseto sugador de sangue mata mais de um milhão de pessoas a cada ano em todo o mundo. Ele pode espalhar milhares de doenças, entre elas, a malária. São encontrados em abundância em áreas tropicais, mas podem sobreviver durante o inverno em países com temperaturas congelantes.

Mosquito

Mosquito

Outros animais que também podem fazer parte desta lista, são: a Aranha Armadeira, o Dragão-de-Komodo e o Escorpião. Até o próximo “Os 10 Mais”.

Fonte: http://m.theepochtimes.com/n2/world/the-10-deadliest-animals-in-the-world-326408.html

Os 10 Mais – Recordistas do Mundo Animal

Boa Noite Pessoal,

O nosso “Os 10 Mais” deste Sábado vem recheado de Recordes do Mundo Animal. Confira quem é o mais alto, o mais pesado, o mais rápido e muitos outros.

  • O Mais Alto – Girafa: Com pescoço e pernas enormes, a girafa é o bicho mais alto: o macho tem 5,5 metros. Isso é vantagem na hora de alcançar folhas de árvores, mas para beber água, tudo se complica: a girafa tem de abrir bem as patas e se abaixar;
Girafa

Girafa

  • O Mais Velho – Jabuti: O animal terrestre mais velho é o jabuti Jonathan, que tem 178 anos. Ele nasceu em 1832, antes de inventarem o telefone, o avião e o computador;
Jabuti

Jabuti

  • O Mais Forte – Besouro-Rinoceronte: O besouro-rinoceronte pesa apenas 100 gramas e consegue suportar até 85 quilos sobre a casca. Só para se ter uma ideia, se um adulto de 70 quilos tivesse a força deste besouro, conseguiria levantar 60 toneladas;
Besouro-Rinoceronte

Besouro-Rinoceronte

  • O Mais Veloz – Falcão Peregrino: Quando vê uma presa, o falcão-peregrino junta as asas ao corpo e se lança para baixo a 300 quilômetros por hora! É mais rápido que um Fórmula 1;
Falcão Peregrino

Falcão Peregrino

  • O que pula mais – Impala: Para fugir de predadores como leões e guepardos, o impala é capaz de pular a até 3 metros de altura. Além disso, é recordista em salto em distância: atinge até 10 metros;
Impala

Impala

  • O Mais Lento – Lesma: Não tem para ninguém: em uma corrida de bichos, a lesma chegaria sempre em último. Ela contrai todos os músculos do corpo para se mover e se desloca a 9,9 metros por hora;
Lesma

Lesma

  • A mordida mais forte – Aligátor do Mississippi: A mordida do aligátor do Mississippi tem a força de uma tonelada. Ele usa esse poder para rachar o casco de tartarugas, seu principal alimento;
Aligátor do Mississippi

Aligátor do Mississippi

  • O Mais Venenoso – Água-Viva Vespa-do-Mar: Água-viva chamada vespa-do-mar tem tentáculos com microagulhas que injetam o veneno mais mortal da natureza;
Água-Viva Vespa-do-Mar

Água-Viva Vespa-do-Mar

  • O Maior – Baleia-Azul: Não há bicho maior e mais pesado do que a baleia-azul: são 160 toneladas distribuídas em 30 metros de comprimento (mais que três ônibus enfileirados!). Só a língua dela tem o peso de um elefante;
Baleia-Azul

Baleia-Azul

  • O Que Bota Mais Ovos – Ostra-Gigante: Já pensou em ter 500 milhões de irmãos? A ostra-gigante libera na água todos esses ovos de uma vez, mas só uma parte deles dá origem a filhotes.
Ostra-Gigante

Ostra-Gigante

Até o nosso próximo “Os 10 Mais”!

Fonte: http://www.recreio.com.br/licao-de-casa/os-10-bichos-recordistas-no-mundo-animal

Os 10 Mais – Dicas para o Inverno

Boa Tarde Pessoal,

Chegou a hora de tirar do armário os agasalhos e cobertores porque o frio já marca presença. E assim como nós, nossos cães e gatos também precisam de cuidados especiais durante essa época do ano. Para ajudar você, o nosso “Os 10 Mais” de hoje traz dicas de como lidar com nossos amigos durante esse período. Confira:

Cães

Cão no Inverno

Cão no Inverno

  • Dica 01 – Nem todo cão precisa de roupinhas. Vista seu cachorro apenas na hora de sair de casa, caso tenha pelo curto e more dentro de casa. Animais acostumados com o exterior não precisam de roupas. Com os cães peludos, o cuidado é ainda menor: basta fazer tosas com menos frequência, deixando o pelo mais alto;
  • Dica 02 – Coloque a imunização em dia – especialmente a vacina contra a tosse dos canis, que ajuda a proteger os animais também da gripe. Não vale esquecer as outras vacinas necessárias ao cachorro, como a anti-rábica, a múltipla e a contra a giárdia;
  • Dica 03 – Choques de temperatura são perigosos! Por isso agasalhe seu cachorro na hora de sair do banho quente para o exterior, mais frio. Se o animal for grande demais, deixe-o por algum tempo no ambiente aquecido, para que se adapte gradualmente à temperatura;
  • Dica 04 – Cães idosos sofrem mais com o frio e tendem a desenvolver artrose com as mudanças de temperatura do início de inverno. Pergunte ao veterinário se algum medicamento ou suplemento alimentar pode ajudar o seu animal;
  • Dica 05 – Recém-nascidos não podem tomar friagem. Depois de um mês, um mês e meio, o filhote já começa a se adaptar com a variação de temperatura. Após esse período, proteja do frio da mesma maneira que se faz com um adulto. Mas não o exponha a mudanças bruscas de temperatura;
  • Dica 06 – Observe os sinais de doenças. O comportamento do animal não muda muito no inverno. Por isso procure um veterinário, caso o cão esteja amuado, tossindo ou espirrando e com secreções no nariz durante um ou dois dias. Esses são sintomas de infecção bacteriana. Não dê remédios de seres humanos, que podem machucar seu animal. Tosses secas não necessariamente indicam doença, mas incômodo com o ar frio e seco. Para trazer bem-estar ao animal, umedeça o nariz com inalações de soro fisiológico ou deixe uma bacia cheia de água ou pano úmido no ambiente;

Gatos

Gato no Inverno

Gato no Inverno

  • Dica 07 – Nunca coloque roupas nos bichanos! Gato detesta roupa. Alguns animais ficam amuados e param de comer até que se tire a roupa;
  • Dica 08 – Tenha em casa ninhos quentes para o gato: vale um edredom, iglu, daqueles vendidos em loja de animais ou até a colcha do sofá. Isso porque esses animais sofrem mais com o frio do que os cachorros. Se você tiver uma dupla de miaus, melhor ainda: os animais vão dormir juntos para se aquecer;
  • Dica 09 – Bichanos idosos e filhotes com menos de 60 dias são mais suscetíveis ao frio, já que têm menos gordura no corpo. O veterinário pode indicar uma dieta especial para ajudá-los a atravessar o inverno;
  • Dica 10 – Aumente a frequência de escovações no frio: escove os pelos ao menos três vezes por semana. Na estação fria, os animais tendem a se lamber mais, acabam engolindo muita pelagem e formam mais bolas de pelo no estômago. Caso engulam pelo demais, os gatos podem ter até constipação intestinal.

Até o próximo “Os 10 Mais”.

Fonte: http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/24-dicas-para-aquecer-seu-animalzinho-no-inverno?page=3

Os 10 Mais – Cães Inteligentes

Boa Noite Pessoal,

Hoje o nosso “Os 10 Mais” irá abordar as raças de Cães mais Inteligentes de acordo com o livro “A inteligência dos cães” de Stanley Coren, publicado em 1994.

De acordo com Coren, a inteligência dos cães pode ser dividida em:

  • Inteligência Instintiva: refere-se à capacidade que um cão têm para executar as tarefas para a qual ele foi criado, como o pastoreio, busca, guarda ou o fornecimento de companheirismo;
  • Inteligência Adaptativa: refere-se à capacidade que um cão têm para resolver os seus próprios problemas;
  • Inteligência e Obediência ao Trabalho: refere à capacidade que um cão têm em aprender com os seres humanos.

O método utilizado para a classificação das raças de cães foi feito através de uma questionário elaborado por Coren e preenchido por vários juízos americanos, especializados em provas de obediência. Vale ressaltar que apenas a “Inteligência e Obediência ao Trabalho” foi utilizada para elaboração deste ranking. Ao todo, 131 raças foram avaliadas e listadas em 79 posições (houveram 52 empates). Confira os 6 grandes grupos:

  • Do 1º a 10º: Melhores cães em termos de inteligência e obediência para o trabalho;
  • Do 11º a 26º: Excelentes cães de trabalho. Treinamentos de simples comandos assimilados após 5 a 15 repetições.
  • Do 27º a 39º: Cães de trabalho acima da média. Assimilam o comando após 15 a 20 repetições.
  • Do 40º a 54º: Obediência e trabalho intermediários. Assimilam um comando após 25 a 40 repetições.
  • Do 55º a 69º: Capacidade de obediência e trabalho razoáveis. Assimilam um comando após 40 a 80 repetições.
  • Do 70º a 79º: São raças muito difíceis de assimilar um comando, necessitando de mais de 100 repetições.

Agora vamos saber quais são os 10 primeiros:

  • 10º Lugar – Australian Cattle Dog:
Australian Cattle Dog

Australian Cattle Dog

  • 9º Lugar – Rottweiler:
Rottweiler

Rottweiler

  • 8º Lugar – Papillon:
Papillon

Papillon

  • 7º Lugar – Labrador:
Labrador

Labrador

  • 6º Lugar – Pastor de Shetland:
Pastor de Shetland

Pastor de Shetland

  • 5º Lugar – Doberman:
Doberman

Doberman

  • 4º Lugar – Golden Retriver:
Golden Retriever

Golden Retriever

  • 3º Lugar – Pastor Alemão:
Pastor Alemão

Pastor Alemão

  • 2º Lugar – Poodle:
Poodle

Poodle

  • 1º Lugar – Border Collie:
Border Collie

Border Collie

Até o próximo sábado!

Os 10 Mais – Animais Velozes

Boa Noite Pessoal,

Hoje o nosso “Os 10 Mais” vem com o tema velocidade. Apertem os cintos e descubram quais são os Animais mais Velozes do Mundo:

  • 10º Lugar – Zebra, 64 km/h: Muito comum nas savanas africanas, as zebras são um dos pratos preferidos dos leões e perdem feio na maratona contra seus predadores. Mas, mesmo sendo mais devagar, não são abatidas com tanta facilidade. Isso porque a sua velocidade, junto com as listras, cria um efeito visual que confunde os felinos. Como eles enxergam em preto e branco, não conseguem distinguir a silhueta do animal e, muitas vezes, erram o bote;
Zebra

Zebra

  • 9º Lugar – Coiote, 69 km/h: É só no desenho animado que o coiote perde para o Papa-Léguas. No mundo real, o canídeo da América do Norte pode atingir mais que o dobro da velocidade do galocorredor, que chega aos 30 km/h. Essa habilidade foi desenvolvida para que o seu cardápio não se restringisse à ave. Veados, lebres e outros animais velozes também estão entre suas presas. Mas ele também pode se alimentar de insetos, frutas, cobras e até carniça;
Coiote

Coiote

  • 8º Lugar – Pato-Eider, 76 km/h: Embora viva a maior parte do tempo no mar, mergulhando para encontrar seus alimentos – crustáceos, moluscos e estrelas do mar –, não é nadando que o pato atinge sua maior velocidade. É durante o voo que ele é mais rápido, com o objetivo de migrar para o sul antes de o inverno chegar a seu habitat natural, que fica concentrado em regiões como o norte da Europa, da Groelândia, do Canadá, do Alasca e da Sibéria;
Pato-Eider

Pato-Eider

  • 7º Lugar – Gnu, 80 km/h: Este parente dos búfalos, dos antílopes e das vacas é um dos maiores mamíferos africanos. Apesar de chegar aos 270 kg, ele precisou desenvolver a habilidade de correr para escapar de leoas, leopardos e hienas, seus principais predadores. Herbívoro, o gnu costuma viver em grupo, que migra por longas distâncias em busca de água e comida – principalmente entre as planícies do Quênia e da Tanzânia;
Gnu

Gnu

  • 6º Lugar – Leoa, 80 km/h: Caçadoras natas, as leoas são capazes de disparar a essa velocidade em uma curta distância – principalmente quando estão caçando. Isso porque muitas de suas presas são muito velozes, como o gnu. O peso (cerca de 180 kg) e a ausência de pelos espessos, como os de seu parceiro, contribuem para uma corrida mais leve e confortável. Já os leões, que pesam cerca de 250 kg, não conseguem ultrapassar os 58 km/h. Atrás de todo rei da selva há uma grande rainha;
Leoa

Leoa

  • 5º Lugar – Gazela-Thompson, 80 km/h: A espécie é muito comum na África e vive em grupos de cerca de 50 animais. É bem miúda: mede, em média, não mais que 60 cm e pesa 25 kg. O seu pequeno porte permite fazer curvas com mais eficiência e velocidade – característica que a ajuda a escapar das garras de seu principal predador, o guepardo. Já a cor amarronzada e as listras pretas na face e no corpo ainda dão aquela força para que ela se camufle em meio às savanas;
Gazela-Thompson

Gazela-Thompson

  • 4º Lugar – Antilocapra, 98 km/h: A rapidez do quadrúpede se deu por uma questão evolutiva: fugir de seu predador, o extinto guepardo-americano. Os antilocapras também foram alvo de pioneiros norte-americanos e quase foram extintos. Com a proibição da caça, foi possível salvá-los e hoje somam mais de 3 milhões, espalhados pela América do Norte. Ainda são caçados por lobos, coiotes e linces, mas esses vão ter de se esforçar para abater essa presa veloz;
Antilocapra

Antilocapra

  • 3º Lugar – Agulhão-Vela, 110 km/h: Encontrado nos oceanos tropicais, este apressadinho também é conhecido como peixe-espada. Ele tem a extremidade do focinho longa e pontiaguda, que ajuda a cortar a pressão da água, aumentando a velocidade com que se locomove. Isso ajuda o bicho a fugir dos predadores (entre eles, o homem, já que essa espécie é um dos principais alvos da pesca esportiva) e também a capturar pequenos peixes, dos quais se alimenta. A vistosa nadadeira do dorso ajuda a direcionar seu corpo;
Agulhão-Vela

Agulhão-Vela

  • 2º Lugar – Guepardo. 115 km/h: O corpo contribui para que ele tenha agilidade nos movimentos. As unhas, por exemplo, ficam sempre expostas e se fincam no chão, evitando que o animal derrape nas curvas. O tronco esguio e a cauda longa ajudam a cortar o vento e manter o equilíbrio, enquanto as linhas pretas abaixo dos olhos impedem que o reflexo do sol atrapalhe as caçadas diurnas. Isso permite que ele tenha uma arrancada de 72 km/h;
Guepardo

Guepardo

  • 1º Lugar – Falcão Peregrino, 320 km/h: O animal mais rápido do planeta atinge sua velocidade máxima durante a caça. Para alcançar sua presa, fecha as asas e mergulha no ar, utilizando a gravidade a seu favor. Com isso, consegue atingir 320 km/h – que é quase a velocidade máxima de um carro de F1, que chega a 370 km/h. A espécie mede entre 38 e 53 cm de comprimento e pode pesar até 1,5 kg, Habitante do Hemisfério Norte (EUA e Canadá), o falcão se alimenta de outras aves, como pombos, e migra para o Brasil na época da primavera, podendo ser vista até mesmo em grandes cidades – trocando seu ninho em penhascos pelo topo de arranha-céus.
Falcão Peregrino

Falcão Peregrino

Até o próximo sábado como mais “Os 10 Mais”!

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/top-10-os-animais-mais-velozes-do-mundo

Os 10 Mais – Mandamentos da Posse Responsável

Boa Tarde Galera,

Estamos trazendo para vocês mais um “Os 10 Mais”. O tema de hoje é bem interessante e muito importante para aqueles que buscam adotar um Pet. Confira os Mandamentos da Posse Responsável:

  • Antes de adquirir um animal, considere que seu tempo médio de vida é de 12 anos. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará dele nas férias ou em feriados prolongados;
Gato e Férias

Gato e Férias

  • Adote animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso;
Adotar é tudo de bom

Adotar é tudo de bom

  • Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida – tamanho, peculiaridades, espaço físico;
Raça de Gatos

Raça de Gatos

  • Mantenha o seu animal sempre dentro de casa, jamais solto na rua. Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira/guia e conduzido por quem possa contê-lo;
Cão com Coleira

Cão com Coleira

  • Cuide da saúde física do animal. Forneça abrigo, alimento, vacinas e leve-o regularmente ao veterinário. Dê banho, escove e exercite-o regularmente;

Cães no Banho

  • Zele pela saúde psicológica do animal. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele;
Brincando com o Gato

Brincando com o Gato

  • Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características;
Cão Adestrado

Cão Adestrado

  • Recolha e jogue os dejetos (cocô) em local apropriado;
Cão e Papel Higiênico

Cão e Papel Higiênico

  • Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses ou similar, informando-se sobre a legislação do local. Também é recomendável uma identificação permanente (microchip ou tatuagem);
Microchip Animal

Microchip Animal

  • Evite as crias indesejadas de cães e gatos. Castre os machos e esterilize as fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contraindicações.
Castração não tem contraindicação

Castração não tem contraindicação

Até o próximo sábado como mais “Os 10 Mais”!

Fonte: http://focinhofeliz.org.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1124